Artigos na Comunicação Social – por ano

Partilhe

2017

Alienação parental: manipulação e crime para uns, castigo para todos (Delas.pt, 23/1/2017)

Há resistência em reconhecer alienação parental (DN, 5/2/2017)

Ida ao Telejornal das 11h da TVI24 (5 fevereiro – Dia Nacional de Alerta para a Alienação Parental)

“Quem fica com quem?” Ficam os dois pais com ambos os filhos (DN, 10.3.2017)

Malin Bergström: “Crianças em residência alternada têm melhor saúde física e mental” (DN, 23/3/2017)

“As crianças têm de manter contacto com os dois progenitores. Têm direito a ter opinião sobre os dois” (RTP3, 360º, 24/3/2017)

 

2016

Das dezenas de crianças raptadas pelos pais só um quarto regressa a Portugal (Público, 30/6/2016)

Coruche recebe fórum da educação e ação social (Rede Regional, 4/6/2016)

Associação quer criação de tabela para fixar pensões de alimentos (SIC, 13/7/2016)

Pais exigem tabela-padrão de pensões de alimentos para evitar conflitos (Público, 13/7/2016)

Pensão de alimentos: associação que quer tabelar valores reúne-se hoje com o PS (Delas.pt, 19/7/2016)

Participação via telefone no programa Queridas Manhãs das SIC (4/8/2016), via telefone

Desmistificar a Residência Alternada (Público, 30/7/2016)

Participação no programa A Praça da RTP1 (4/10/2016)

Associação pede várias alterações legislativas em defesa das crianças (Notícias ao Minuto/Lusa, 11/10/2016)

Associação propõe medidas para defesa das crianças (Fátima Missionária, 11/10/2016)

“ Marido que bate, 
pai que cuida?” (Expresso, 15/10/2016)

Propostas para proteger melhor as crianças chegam à Assembleia da República (Delas, 19/10/2016)   

Jornal das 8 da TVi (19/10/2016)

Associação defende crianças e promove concentração frente à Assembleia (Diário Digital, 19/10/2016)

Associação defende crianças e promove concentração frente à Assembleia (Notícias ao Minuto, 19/10/2016)

Eles são pais de filhos ausentes (Jornal das 8, TVI, 19/10/2016)

Igualdade parental: associação pede alterações à lei do Direito das Crianças (Jornal das 8, TVI, 19/10/2016)

Pais e juízes criticam acordos de poder parental no registo civil (DN, 20/4/2016)

Santarém recebe a V Conferência Internacional “Igualdade Parental Séc. XXI” (Correio do Ribatejo, 3/5/2016)

Ida ao programa Sexta às 11 (13/5/2016)

Conferência sobre igualdade parental em Santarém (Rede Regional, 28/5/2016)

“Pais mais envolvidos mais facilmente perdem contacto com os filhos” (DN, 31/5/2016)

“Mais e melhor formação para técnicos da área da família” (DN, 31/6/2016)

Santarém recebeu a V Conferência Internacional “Igualdade Parental Século XXl” (Ribatejo, 3/6/2016)

Conflitos parentais afetam entre 4 a 7 mil crianças por ano em Portugal (SIC, 1/6/2016)

Juíza de MT faz palestra em Portugal (Folhamax, 1/6/2016)

Das dezenas de crianças raptadas pelos pais só um quarto regressa a Portugal (Público, 30/6/2016)

Coruche recebe fórum da educação e ação social (Rede Regional, 4/6/2016)

Pais solteiros também vão poder recorrer a conservatórias para guarda dos filhos (Público, 8/4/2016)

Juízes demoram três anos a decidir guarda de crianças (Diário de Notícias, 1/4/2016)

Mais de mil pais sem ver os filhos (Correio da Manhã, 19/3/2016)

Há falsas acusações de abusos para afastar os pais dos filhos. “E não são assim tão poucas” (RR, 12/3/2016)

Em Nome da Lei: Falsas acusações na hora do divórcio (RR, 12/3/2016)

Falsos abusos em divórcios (CM, 7/3/2016)

Falsos abusos sexuais são arma de arremesso para afastar os pais (DN, 6/2/2016)

Divórcios fazem disparar queixas de abusos sexuais de menores (JN, 6/2/2016)

Grupo de Ajuda Mútua reúne três vezes em Março (O Mirante, 28/2/2016)

Famílias Modernas | 26 Fev, 2016 | Episódio 24 (Sociedade Civil, RTP2)

Dia Nacional de Alerta para a Alienação Parental (Diário do Sul, 4/2/2016)

2015

6 anos a lutar pelos Direitos dos filhos (Diário do Sul, 17/12/2015)

Alargada lei das responsabilidades parentais (JN, 7/9/2015)

Audição de crianças em tribunal gera dúvidas (Sol, 12/7/2015)

Crise leva mais pais a não pagar pensão de alimentos (JN, 24/8/2015)

Pais têm de pagar pensão até aos 25 anos dos filhos (TVi, 4/9/2015)

Pensão para filhos pode ser por inteiro (Correio da Manhã, 4/9/2015)

Nova legislação na área da proteção das crianças tem “erros básicos” (Sapo, 31/7/2015)

Nova legislação na área da protecção das crianças tem “erros básicos” (Público, 31/7/2015)

Pais divorciados: residência alternada da criança diminui conflitos (TVi, 25/5/2015)

Odivelas assinala o Dia Nacional do Alerta para a Alienação Parental (TVL, 29/1/2015)

Santarém vai receber reuniões quinzenais do Grupo de Ajuda Mútua (O Mirante, 31/1/2015)

Número de casos de alienação parental está a aumentar (RR, 5/2/2015)

Alienação Parental, mito ou realidade? (Observador, 5 Fevereiro)

Dia Nacional de Alerta para a Alienação Parental – Santarém tem grupo de ajuda mútua para a igualdade parental (O Ribatejo, 5 Fevereiro)

Audição de crianças em tribunal gera dúvidas (Sol, 12/6/2015)

TJ reconhece importância do trabalho de juíza, mas explica que recursos são limitados (Olhardireito, 14/5/2015)

Mealhada decora árvores para assinalar o Dia Internacional da Família (Notícias de Coimbra, 20/5/2015)

Nos dias 25 e 26 de Maio: Conferência Internacional sobre Igualdade Parental em Évora (CM-Évora, 18/5/2015)

Pais divorciados: residência alternada da criança diminui conflitos (Tvi24, 25/5/2015)

Juíza participou de conferência sobre Guarda Compartilhada, em Portugal (28/5/2015)

Grupo de Mútua Ajuda de Santarém reúne nos dias 9 e 23 (O Ribatejo. 9/4/2015)

Alienação parental está a aumentar em Portugal (Porto Canal, 2/3/2015)

Em Portugal um em cada dois casamentos acaba em divórcio (RTP, 2/3/2015)

O grito de homens em busca de um sítio para mudar fraldas (DN, 15/3/2015)

Cinco dias, uma estória (RTP, Março)

Ser pai nos dias de hoje (Sociedade Civil, RTP2, Março)

Falsas queixas para conseguir ficar com filhos (SOL, 2/4/2015)

Juízes de alguns tribunais de família têm menos de três horas para decidir processo (DN, 15/1/2015)

Tribunal de Menores: juízes decidem futuro de crianças em 3 horas (TVi24, 15/1/2015)

Tribunais por vezes têm menos de três horas para decidir processos (SOL, 15/1/2015)

Associação para Igualdade parental contra proposta do PS sobre violência doméstica (Ionline, 6/1/2015)

Associação contra proposta do PS sobre violência doméstica (Notícias ao Minuto, 6/1/2015)

PS promete mais iniciativas legislativas sobre violência doméstica (Público, 7/1/2015)

2014

A prenda que fica por dar (Visão, 11/12/2014)

Tomás já está com a mãe (JN, 8/11/2014)

Raptos Parentais (Queridas Manhãs, SIC, 28/10/2014)

O espectro da residência alternada para milhares de crianças (SOL, 25/9/2014)

Pai quer ver o filho mas não encontra processo no Citius  (DN, 17/9/2014)

Guerra em Tempo de Férias (Público, 14/8/2014)

Boticas: Acção de Formação – “Responsabilidades parentais e a escola” (O Diário, 12/5/2014)

Tribunais “validam” comportamentos de alienação parental (DN, 24/4/2014)

Quando os pais são o problema dos filhos (LOC, 23/4/2014)

 Eles são pais a tempo inteiro (Expresso, 15/3/2014)

Pais e mães. A guerra fria está longe do fim (Jornal I, 1/2/2014)

“A sociedade para aceitar mudanças precisa de tempo e para as implementar mais ainda”, razão dos conflitos da igualdade parental nos divórcios (c/som e fotos) (Rádio Campanário, 25/2/2014)

Em 60 denúncias à Linha das Crianças Desaparecidas 24 são de rapto parental (Público, 25/2/2014)

 2013

Reforma do sistema de protecção de crianças em perigo está parada (Público, 30/11/2013)

II Fórum Educação e Ação Social em Coruche (O Ribatejo, 14/11/2013)

CPCJ de Odemira comemora 8 anos de intervenção em seminário (Local.pt, 8/11/2013)

Prevenir para incluir: o papel da família e o papel da escola em Odemira (Barlavento Online, 17/11/2013)

Grupo de mútua ajuda arranca em Faro para lidar com conflito parental (Diário Online Algarve, 1/11/2013)

Novo Grupo de Mútua Ajuda em Faro (Local.pt, 30/10/2013)

“Duas casas, uma família” (revista Pais&Filhos, Novembro 2013)

Escola é cada vez mais um palco de conflito de pais separados (DN, 30/9/2013)

Lei atacada por não ouvir pais separados na Educação Moral (DN, 27/7/2013)
 
Avós há 110 dias à espera de psicólogo para ver neta (JN, 9/7/2013)
 
Alienação parental ‘não é tão valorizada como devia’ em Portugal (Expresso, 24/4/2013)

Comissões reportam mais casos de alienação parental (DN, 24/4/2013)

Associação entrega petição no Parlamento para criar dia sobre alienação parental (Público, 5/2/2013)

Mais crianças vítimas de alienação parental (Pais&Filhos, 5/2/2013)

Cresce o número de crianças vítimas de alienação parental (TSF, 5/2/2013)

Os teus filhos não são meus. São nossos (Público, 22/4/2013)

Mediação Familiar resolve conflitos mas é pouco usada (DN, 9/4/2013)

Quando a expressão ‘ pai, há só um’ faz mesmo todo o sentido… (DN, 19/3/2013)

 2012

Associação para Igualdade Parental apresenta estudo (DN, 4/12/2012)

Tribunais demoram cerca de 11 meses a resolver conflitos parentais (Sapo. 4/12/2012)

Segurança Social tem 154 técnicos para 37 mil casos de regulação parental (Público, 17/9/2012)

Conselho local de ação social com novos membros (As Beiras, 18/10/2012)

Regulação parental não é cumprida em 60% dos casos (DN, 1/10/2012)

Raptados pelos próprios pais (Expresso, 22/9/2012)

Jogos de Ódio” (publicado na revista Luxwoman, Junho de 2012)

“A Associação Portuguesa para a Igualdade Parental lançou ontem balões no Terreiro do Paço, em Lisboa, como alerta para os filhos afastados dos pais em situação de divórcio” (publicado no Correio da Manhã, 26/4/2012)

“O que é feito dos filhos que sobram da guerra entre homens e mulheres?” (publicado no Jornal Público, 22/4/2012)

Guarda partilhada dos filhos deve _ser regra_ para resolver alienação parental (publicado na website da SIC Notícias, 23/4/2012)

Há cada vez mais homens a criar os filhos sozinhos (publicado no DN, 28/3/2012)

“Pais a quem não deixaram ser pais”  (publicado na revista ACTIVA, Março 2012)

O Núcleo Regional de Évora da Associação Portuguesa para a Igualdade Parental e Direitos dos Filhos congratula (Diário do Sul, 28/3/2012)

“Igualdade parental no século XXI”   (jornal SOL, 3/4/2012) 

“Crianças_Guarda partilhada dos filhos deve ser regra para resolver alienação parental”  (Expresso, 23/4/2012)

“A guarda partilhada dos filhos deve ser regra para resolver a alienação parental” (RTP Notícias, 23/4/2012)

“Pais que recusam ser visitas e que lutam pela guarda conjunta” (JN, 19/3/2012)      

2011

Associação pela Igualdade Parental defende dois encarregados de educação (Público, 19/12/2011)

Organizações condenam participação de autoridades em conferência que dizem ser “anti pai” (RTP, 2/11/2011)

Alienação parental chega a Bruxelas (Pais&Filhos, 27/6/2011)

Plataforma sensibiliza Bruxelas para a igualdade parental (Diário do Minho, 27/6/2011)

Vídeo: resolver conflitos do divórcio com mediação (Expresso, 9/4/2011)

Divórcio: Associação para a Igualdade Parental congratula-se com avaliação da lei (CNotícias, 17/2/2011)

Associação lamenta morte trágica de advogado (DN, 6/2/2011)

 

2010

Associação para Igualdade Parental e Defesa dos Direitos dos Filhos quer mediação nas separações (Jornal do Algarve, 12/9/2010)

Pais que não podem ver filhos criam grupos de auto-ajuda (DN, 19/7/2010)

Dia Da Criança (MSN Notícias, 1/6/2010)

Dia da Criança: aviso aos pais que se separam (TVi24, 1/6/2010)

Superior interesse da criança passa pelo direito a ter pai e mãe a vida inteira (DN, 1/6/2010)

Alienação Parental: Associação portuguesa pede penalização dos progenitores (Expresso, 24/4/2010)

Alienação Parental: Associação portuguesa pede penalização dos progenitores (Sapo Notícias,24/4/2010)

Alienação Parental: Associação portuguesa pede penalização dos progenitores (Rádio Ocidente, 24/4/2010)

Alienação Parental: Associação portuguesa pede penalização dos progenitores (Destak, 25/1/2010)

Alienação Parental: Associação portuguesa pede penalização dos progenitores (JN, 23/4/2010)

 

 

A ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA PELA IGUALDADE PARENTAL E DIREITOS DOS FILHOS tem por fim as actividades de carácter cívico, cultural, formativo e informativo, no âmbito da protecção e fomento da igualdade parental, nos seus diferentes níveis de intervenção – legislativo, jurídico, psicológico, mobilização da opinião pública, entre outros -, relativamente aos direitos dos filhos (crianças e adolescentes) cujos pais se encontrem separados ou divorciados.