Filhos

Partilhe

AtividadesTenho culpa ?

Todos os pais/mães gostam dos seus filhos.O mais importante para os filhos é ter a relação com ambos os pais e a família alargada.

Que atividades posso fazer com o meu pai/mãe ?

Com que frequência estou com o meu pai/mãe ?
Passo meses sem o ver
Neste caso é possível que todo o resto da família esteja com saudades tuas e que tentem que possas estar com o resto da família nas poucas vezes em que estás presente.Os tribunais e as leis são contra isto mas como não funcionam bem muitas vezes existem crianças que ficam assim afastadas dos pais ou das mães durante bastante tempo.
Vejo uma ou duas vezes por mês
Aí já terás um espaço para poder estar com o teu pai/mãe e matar as saudades de estares junto dele/a. Quando isso é planeado já se podem preparar atividades juntos e pensar no que se fará da próxima vez.É normal que se entenda este tempo como sendo de festa dado ser raro. O teu pai/a tua mãe poderá ter um coração mais mole devido às saudades que tem de estar contigo.
Vejo com frequência e existe uma rotina definida
Nesse caso, tens mais sorte.Podem combinar atividades diferentes ou que precisam de ser feitas muitas vezes para serem bem feitas como seja andar de bicicleta ou outras
Estou todos os dias
Tens uma privilégio que muitas crianças gostariam de ter. O trabalho, a separação dos pais e outras coisas fazem com que muitos dos teus colegas de escola não tenham essa possibilidade. Sabes que tens alguém que te pode ouvir e acompanhar e que cuida de ti. Podes andar nos escuteiros sem que isso afecte a presença de ambos os teus pais na tua vida, por exemplo. 

 

Quando os pais se separam, por vezes, ficam magoados um com o outro, e colocam isso acima dos filhos.

Quando entram em conflito é frequente dizerem que o outro pai:

 Tenho culpa ?

É normal que as crianças se sintam culpadas e pensarem que os pais se separaram devido a elas.

Os direitos da criança ?

Porque os meus pais não se entendem ?

Posso gostar do pai e da mãe ?

A ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA PELA IGUALDADE PARENTAL E DIREITOS DOS FILHOS tem por fim as actividades de carácter cívico, cultural, formativo e informativo, no âmbito da protecção e fomento da igualdade parental, nos seus diferentes níveis de intervenção – legislativo, jurídico, psicológico, mobilização da opinião pública, entre outros -, relativamente aos direitos dos filhos (crianças e adolescentes) cujos pais se encontrem separados ou divorciados.