Artigos na Comunicação Social por Tema

Partilhe

Residência Alternada

Desmistificar a Residência Alternada (Público, 30/7/2016)

Pais divorciados: residência alternada da criança diminui conflitos (Tvi24, 25/5/2015)

O espectro da residência alternada para milhares de crianças (SOL, 25/9/2014)

Guarda Partilhada (Público, 24/8/2014)

“Duas casas, uma família” (revista Pais&Filhos, Novembro 2013)

 Eles são pais a tempo inteiro (Expresso, 15/3/2014)

 

Divórcio

Em Portugal um em cada dois casamentos acaba em divórcio (RTP, 2/3/2015)

Número de divórcios caiu pela primeira vez desde 2005 (Público, 3/11/2012)

Crise financeira faz aumentar divórcios (JN, 15/7/2008)

Crise baixa número de divórcios (Púbico, 29/7/2012)

Crise económica adia planos de divórcio (DN, 8/2/2011)

Divórcios por mútuo acordo estão mais complicados (Económico, 29/11/2009)

Dívidas de casais “travam” divórcios (I, 31/1/2012)

Divórcio aumenta ‘fardo econômico’ de pais italianos (iG, 29/5/2012)

Metade dos casamentos terminam com divórcio (JN, 24/8/2008)

Aplicação da nova lei do divórcio levanta dúvidas (DN, 1/12/2008)

 

Responsabilidades Parentais

Alargada lei das responsabilidades parentais (JN, 7/9/2015)

Boticas: Acção de Formação – “Responsabilidades parentais e a escola” (O Diário, 12/5/2014)

“A sociedade para aceitar mudanças precisa de tempo e para as implementar mais ainda”, razão dos conflitos da igualdade parental nos divórcios (c/som e fotos) (Rádio Campanário, 25/2/2014)

Escola é cada vez mais um palco de conflito de pais separados (DN, 30/9/2013)

Tribunais demoram 11 meses para resolver regulação de responsabilidades parentais (Público, 16/11/2012)

Regulação parental não é cumprida em 60% dos casos (DN, 1/10/2012)

 

Alienação Parental

Igualdade parental: associação pede alterações à lei do Direito das Crianças (Jornal das 8, TVI, 19/10/2016

Eles são pais de filhos ausentes (Jornal das 8, TVI, 19/10/2016)

Há falsas acusações de abusos para afastar os pais dos filhos. “E não são assim tão poucas” (RR, 12/3/2016)

Em Nome da Lei: Falsas acusações na hora do divórcio (RR, 12/3/2016)

Falsos abusos em divórcios (CM, 7/3/2016)

Falsos abusos sexuais são arma de arremesso para afastar os pais (DN, 6/2/2016)

Divórcios fazem disparar queixas de abusos sexuais de menores (JN, 6/2/2016)

Falsas queixas para conseguir ficar com filhos (SOL, 2/4/2015)

Alienação parental está a aumentar em Portugal (Porto Canal, 2/3/2015)

Número de casos de alienação parental está a aumentar (RR, 5/2/2015)

Alienação Parental, mito ou realidade? (Observador, 5 Fevereiro)

A prenda que fica por dar (Visão, 11/12/2014)

Guerra em Tempo de Férias (Público, 14/8/2014)

Tribunais “validam” comportamentos de alienação parental (DN, 24/4/2014)

Quando os pais são o problema dos filhos (LOC, 23/4/2014)

Pais e mães. A guerra fria está longe do fim (Jornal I, 1/2/2014)

Avós há 110 dias à espera de psicólogo para ver neta (JN, 9/7/2013)

Longe da vista, guardado no coração (Crescer, 25/5/2013)

Alienação parental ‘não é tão valorizada como devia’ em Portugal (Expresso, 24/4/2013)

Comissões reportam mais casos de alienação parental (DN, 24/4//2013)

Manipulação dos filhos contra os pais está a crescer (DN, 14/1/2008)

Há mais filhos manipulados para odiar um dos pais (DN, 25/4/2010)

Juízes mais alerta contra mães manipuladoras (DN, 19/10/2008)

Alienação Parental: Quando um pai ou mãe destrói os laços entre o filho e o outro progenitor (Público, 25/4/2009)

Alienação parental: o drama dos pais a quem não deixam ser pais (Activa, 20/5/2012)

Pais que não podem ver filhos criam grupos de auto-ajuda (DN, 19/7/2010)

Guarda partilhada dos filhos deve “ser regra” para resolver alienação parental (I, 23/3/2012)

Juízes admitem dificuldades em decidir estes casos (DN, 25/5/2010)

Pais em luta pelos filhos (DN / Notícias Magazine, 2/11/2008)

‘Abuso sexual’ em 50% dos litígios (DN, 14/1/2008)

 

Pensão de Alimentos

Associação quer criação de tabela para fixar pensões de alimentos (SIC, 13/7/2016)

Pais exigem tabela-padrão de pensões de alimentos para evitar conflitos (Público, 13/7/2016)

Pensão de alimentos: associação que quer tabelar valores reúne-se hoje com o PS (Delas.pt, 19/7/2016)

Crise leva mais pais a não pagar pensão de alimentos (JN, 24/8/2015)

Pais têm de pagar pensão até aos 25 anos dos filhos (TVi, 4/9/2015)

Pensão para filhos pode ser por inteiro (Correio da Manhã, 4/9/2015)

Estado paga pensão de alimentos a 14 mil menores (TVi24, 31/10/2012)

Estado gastou 19,5 milhões em pensões de alimentos (DN, 17/5/2010)

Estado substitui 5000 pais na pensão de alimentos (DN, 7/11/2005)

Estado pagou pensão de alimentos a 15 mil jovens (DN, 22/2/2012)

Pais pedem para baixar pensões (DN, 9/5/2010)

 

 

Raptos Parentais

Das dezenas de crianças raptadas pelos pais só um quarto regressa a Portugal (Público, 30/6/2016)

Raptos Parentais (Queridas Manhãs, SIC, 28/10/2014)

Em 60 denúncias à Linha das Crianças Desaparecidas 24 são de rapto parental (Público, 25/2/2014)

Crise e emigração aumentam raptos parentais (JN, 2/12/2012)

Raptados pelos próprios pais (Expresso, 22/9/2012)

Raptos parentais triplicaram em 2009 (JN, 26/5/2010)

Por tolerância zero ao rapto parental (Destak, 25/5/2010)

Desapareceram 41 crianças em 2010 (SOL, 10/8/2011)

O rapto do próprio filho é cada vez mais normal em Portugal (I, 19/1/2011)

Duplicam queixas de rapto parental (Destak, 22/12/2011)

É um dos casos mais recentes em Portugal do chamado “rapto parental” (RTP, 28/1/2011)

 
Tribunais, Segurança Social e INML

Audição de crianças em tribunal gera dúvidas (Sol, 12/7/2015)

Juízes de alguns tribunais de família têm menos de três horas para decidir processo (DN, 15/1/2015)

Tribunal de Menores: juízes decidem futuro de crianças em 3 horas (TVi24, 15/1/2015)

Tribunais por vezes têm menos de três horas para decidir processos (SOL, 15/1/2015)

Segurança Social tem 154 técnicos para 37 mil casos de regulação parental (Público, 17/9/2012)

 Nova legislação na área da proteção das crianças tem “erros básicos” (Sapo, 31/7/2015)

Nova legislação na área da protecção das crianças tem “erros básicos” (Público, 31/7/2015)

 

Violência Doméstica

Associação defende crianças e promove concentração frente à Assembleia (Notícias ao Minuto, 19/10/2016)

Associação para Igualdade parental contra proposta do PS sobre violência doméstica (Ionline, 6/1/2015)

Associação contra proposta do PS sobre violência doméstica (Notícias ao Minuto, 6/1/2015)

PS promete mais iniciativas legislativas sobre violência doméstica (Público, 7/1/2015)

A ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA PELA IGUALDADE PARENTAL E DIREITOS DOS FILHOS tem por fim as actividades de carácter cívico, cultural, formativo e informativo, no âmbito da protecção e fomento da igualdade parental, nos seus diferentes níveis de intervenção – legislativo, jurídico, psicológico, mobilização da opinião pública, entre outros -, relativamente aos direitos dos filhos (crianças e adolescentes) cujos pais se encontrem separados ou divorciados.