As decisões judiciais relativas às responsabilidades parentais podem ser alteradas?

Partilhe

Para que ocorra uma alteração de decisão judicial, é necessário invocar a verificação de circunstâncias supervenientes relativamente ao regime que estava estabelecido.

É o que acontece, por exemplo, quando o menor passa a viver com o outro progenitor ou outro familiar e se torna necessário fixar um novo regime de visitas e de convívio e um novo regime de alimentos.

A atualização das necessidades alimentares do menor em função da sua idade, escolaridade ou saúde, também podem justificar uma alteração do regime de prestação de alimentos. Por outro lado, verificando-se a melhoria de emprego, salário ou outros rendimentos por parte do progenitor que preste alimentos, também pode justificar que o menor passe a receber uma prestação de montante superior.

 

Fonte: http://www.ministeriopublico.pt/perguntas-frequentes/responsabilidades-parentais

A ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA PELA IGUALDADE PARENTAL E DIREITOS DOS FILHOS tem por fim as actividades de carácter cívico, cultural, formativo e informativo, no âmbito da protecção e fomento da igualdade parental, nos seus diferentes níveis de intervenção – legislativo, jurídico, psicológico, mobilização da opinião pública, entre outros -, relativamente aos direitos dos filhos (crianças e adolescentes) cujos pais se encontrem separados ou divorciados.