O Superior Interesse da Criança

Partilhe

Alston, Philip et al, “The Rights of the Child”, Bulletin of Hguman Rights, United Nations, Geneva, 1992.

Belembago, Akila et al., “Children’s Rights. Turning Principles into Practice”, Save the Children Sweden, UNICEF, 2000, Sweden/Nepal.

Leandro, Armando, (2004) “Direitos das Crianças”, Corpus Iuris Gentium Coninbrigae, 3, Coimbra Editora;

Lowe, Nigel e Murch, Mervyn, (2008), “Children’s participation in the family justice system – translating principles into practice”, in “Resolving Family Conflicts”, The Family, Law & Society, pag 427-445;

Mandatory visitation: in the best interest of the child; Pollack, Daniel; Mason, Susan, Family Court Review, [2004] 42 (1) p 74-84

Oliveira, Guilherme de, (2004),“As transformações do direito da família”, in Comemorações dos 35 anos do Código Civil e dos 25 anos de da Reforma de 1977”, Vol. I, Coimbra Editora, pag. 763-779;

Ottosen, Mai Heide (2006), “In the name of the father, the child, and the holy genes”, Acta Sociologica, 49 (1);

Pedroso, João e Branco, Patrícia, (2008),“Mudam-se os tempos, muda-se a família. As mutações do acesso ao direito e à justiça de família e das crianças em Portugal”, Revista Crítica de ciências Sociais, 82, pag. 53-83;

Rodrigues, Almiro, (1985),“Interesse do Menor – contributo para uma definição – Revista da Infância e Juventude, n.º 1;

Rosenblatt, Jeremy “International Conventions Affecting Children”, Kluwer Law International,

Santos Pais, Marta, “The Convention on the Rights of the Child”, in: Manual on Human Rights Reporting, United Nations, Geneva, 1997.

Santos Pais, Marta “The Convention on the Rights of the Child and the Work of the Committee”, in Israel Law Review, Volume 26, n.º 1, Winter 1992.

Santos, Boaventura Sousa (Coord.) et. al. (1998) Relatório do Observatório Permanente da Justiça, “Justiça de menores: as crianças entre o risco e o crime”, vol, IV, disponível em http://opj.ces.uc.pt/pdf/04.pdf;

Santos, Cecília Macdowell Santos, et al. (2009), “Homoparentalidade e desafios ao direito: O caso Silva Mouta na Justiça Portuguesa e no Tribunal Europeu dos Direitos Humanos”, Revista Crítica de ciências Sociais, 87, pag. 43-68;

Sayn, Isabelle (1996), “Une relation dans “l’intérêt de l’enfant”? Le juge de la famille et les lieux d’accueil pour l’exercice du droit de visite”, in “Droit et Societe”, 333, pag. 329 – 340;

Sottomayor, Maria Clara, (2003) “Exercício do Poder Paternal – relativamente a pessoa do filho, após o divórcio ou a separação de pessoas e bens”, publicações Universidade Católica;

Sottomayor, Maria Clara, (2005), “Adopção ou direito ao afecto – Acórdão do Supremo Tribunal de Justiça de 30/11/2004”, in “Scientia iuridica”, Tomo LIV n.º 301;

Santos Pais, Marta et al. “Selected Essays on International Children’s Rights”, vol. 1, Defence for Children International, Geneva, 1993.

Schabas, William, “Reservations to the Convention on the Rights of the Child”, in Human Rights Quarterly, volume 18, number 2, May 1996.

Verhellen, Eugeen (Ed.), “Monitoring Children’s Rights”, Martinus Nijhoff Publishers, The Hague, 1996.

A ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA PELA IGUALDADE PARENTAL E DIREITOS DOS FILHOS tem por fim as actividades de carácter cívico, cultural, formativo e informativo, no âmbito da protecção e fomento da igualdade parental, nos seus diferentes níveis de intervenção – legislativo, jurídico, psicológico, mobilização da opinião pública, entre outros -, relativamente aos direitos dos filhos (crianças e adolescentes) cujos pais se encontrem separados ou divorciados.